Coleção de rascunhos

Sou mestre em fazer rascunhos. Rabisco uma ideia aqui, outra ali. No fim, tenho um monte de trechos soltos – que, espero, se tornem algo um dia. Já comecei a escrever sobre astrologia, destino, relacionamentos amorosos… até sobre prédios! Não sei se é falta de inspiração e tempo ou medo de destrinchar aquela ideia que parece ser genial e descobrir que ela não é tão boa assim.

Ah, mas a vida é cheia de rascunhos, não é mesmo? Todos os dias começamos e paramos inúmeros projetos. Dois livros estão intactos na minha cabeceira. A minha aba de favoritos está lotada de artigos para serem lidos. Minhas séries de TV estão acumuladas. O último filme que comecei a assistir, parei na metade. Também tem aquela faxina que fiz somente nas duas primeiras portas do guarda-roupa.

Já cheguei a montar um cronograma com tudo o que pretendia continuar e começar a fazer, mas ele ficou colado na parede do meu quarto durante uma semana. Não deu muito certo, porque sempre surgia algo novo – ou aquela vontade de ficar deitada, pensando na vida. A verdade é que, enquanto existir prazos e um ‘depois’ no vocabulário, haverá procrastinação. E, bom, não sei como resolver esse problema – se é que isso seja um.

Minha lista de pendências cresce a cada dia e sigo fazendo anotações em diversos pedaços de papel, mas é sempre bom desengavetar e organizar a bagunça, nem que seja aos pouquinhos. Os rascunhos aumentam, mas uma hora as sementes brotam. Ó, e não é que é verdade? Cheguei ao ponto final. Ou, se preferir, nas reticências…

Anúncios

Comente ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s